Google+ Followers

domingo, 10 de março de 2013

Protesto contra Marco Feliciano em Salvador

Protesto contra Marco Feliciano em Salvador acontecerá neste domingo às 16 horas

Sociedade civil organiza protestos em 15 cidades brasileiras contra a nomeação do deputado Marco Feliciano 
Em Salvador, protesto ocorrerá dia 10, neste domingo, às 16 horas em frente ao Farol da Barra
Vejam matéria na Folha de São Paulo

Milhares de cidadãos brasileiros e organizações civis se mobilizaram nos últimos dias para destronar o deputado federal e pastor Marco Feliciano da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

O político do Partido Social Cristão (PSC) foi eleito na última quinta-feira (07), no Congresso Nacional, em Brasília, com 11 votos de 12 deputados participantes da Comissão, em uma sessão marcada pela proibição da entrada de militantes e representantes da sociedade civil.
Indignados, internautas se mobilizaram pelas redes sociais e agendaram protestos em 15 cidades brasileiras. Já são mais de 270 mil pessoas convidadas e pelo menos 20 mil presenças confirmadas em nove capitais e sete cidades do Brasil. Brasileiros que moram em Buenos Aires também devem se manifestar em frente ao Obelisco, ponto turístico da capital portenha. 
Com exceção de Recife, Brasília, Feira de Santana e Salvador, as demais cidades se mobilizarão neste sábado, 09/03.
Confira os eventos, datas e horários em todas as cidades por meio do grupo organizador em:


Racismo e intolerância 

A indignação dos manifestantes está diretamente ligada aos depoimentos homofóbicos, racistas e de intolerância religiosa proferidos pelo deputado. Os manifestantes acreditam que tais palavras mostram a incapacidade do político para presidir uma comissão de tamanha importância para a nação, cujo compromisso é justamente criar políticas publicas para combater o preconceito, o racismo e a intolerância.

Algumas das frases mais escandalosas ditas por Feliciano: ”africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é a polêmica”. 
Em outro momento, dispara: “sobre o continente africano repousa a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças de lá: ebola, AIDS, fome… etc”. 
Em um terceiro depoimento, fala também de homossexualidade: “sendo possivelmente o 1º ato de homossexualismo da história. A maldição de Noé sobre Canaã toca seus descendentes diretos, os africanos”.
Além disso, o deputado, segundo informou o Jornal Estadão, é acusado de receber cachê para participar de pregação e não aparecer no evento, deixando sete mil pessoas esperando. E de acordo com reportagem de O Globo, a vice-presidente da Comissão, Antônia Lúcia, da bancada evangélica, é processada por compra de votos, fraude processual, formação de quadrilha, peculato e falso testemunho, segundo processo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Acre.
Organizador da petição realizada pela Avaaz e do primeiro evento em São Paulo, Bruno Maia comenta que a contrariedade entre cargo e nome indicado foi o motivo para iniciar algo de caráter nacional. 
“No primeiro momento em que vi que o Pastor Marco Feliciano era o favorito para ocupar a presidência do CDHM acreditei que era um hoax. Imediatamente comecei a procurar informações a respeito. Quando vi que a ameaça era real, criei uma petição no Avaaz e distribuí, talvez por sorte, para as pessoas certas. Conseguimos um número significativo de assinaturas, mas mesmo assim os líderes deste que é o pior congresso desde a redemocratização, executaram as manobras sujas que eles tão bem conhecem e conseguiram emplacar o deputado para a Presidência do CDHM. Ciberativismo é importante sim. Mas ir para as ruas é mais e estamos nos organizando para isso”, afirma Bruno Maia

Nenhum comentário: