Google+ Followers

terça-feira, 11 de outubro de 2011

|Projeto "Toque Ijexá"| AULAS PERCUSSIVAS

PROJETO “TOQUE IJEXÁ”


Os Afoxés levam os ritmos da musicalidade dos terreiros de candomblé para o carnaval, oriundo de lugar sagrado onde os descendentes dos africanos recriam sua religião tradicional dos orixás. A religiosidade é uma importante fonte de inspiração para os Afoxés, através da utilização de elementos africanos presentes nas línguas, nas musicas, na dança, na natureza, na estética, na maneira de vestir-se, ou seja, inspirado no viver africano, afirmando assim uma identidade especifica do negro.
Neste projeto “Toque Ijexá”, que tem o apoio financeiro do Fomento à Cultura – Fundo de Cultura, Secretaria da Cultural – SECULT, Secretaria da Fazenda – SEFAZ, através do Governo do Estado da Bahia, está reunido dez representantes desta cultura para apresentarmos  ao publico o que de melhor estar preservado, formando assim uma rede de intercambio que tende valorizar e dar visibilidade a estas entidades, na perspectiva de desenvolver ações que possibilitem a criação de políticas publicas para assegurar a sobrevivência deste bem imaterial e a qualidade de vida de todos envolvidos com esta arte.
Durante o período da realização do projeto serão oferecidas 08 oficinas, para preservação dos cânticos e toques dos Afoxes. Estas oficinas serão realizadas no Espaço Cultural Filhos do Korim Efan, ladeira do Passo, n 26, todas as terças as 15h conforme calendário abaixo.
                           Outubro      11, 18, 25 de 2011
                           Novembro    01, 08, 15, 22, 29 de 2011
                          
Estas oficinas serão ministradas, para pessos interessadas na preservação da cultura e participantes dos afoxes, teremos como mestre oficineiro para as oficinas percussivas  o conceituado musico e Ogan do terreiro do Gantois "Cantuá" Gabriel Guedes dos Santos; e para as oficinas de preservação dos canticos, um dos mais velhos Alabes de Salvador, mestre Erenilton Bispo dos Santos do terreiro de Oxumare.

Nenhum comentário: