Google+ Followers

sábado, 17 de julho de 2010

FILHAS DA BAHIA


Vania Abreu - MAIS MPB "Na Volta Que o Mundo Da"
Vania Abreu subiu ao palco do Teatro Castro Alves, na última Sexta-feira (09/07), para mais um show poético, especial e cheio de leveza, que isso aconteceria todos sabiam, o que realmente surpreendeu os presentes foi à forma diferenciada que Vania prosseguiu o seu espetáculo.A música que dá nome ao show patrocinado pelo projeto “MAIS MPB – Conexão Vivo” permitiu a Vania mostrar a Bahia todo seu AMOR pelo mundo, mas, deixou claro a certeza de que ela se orgulha de ser BAIANA.O show sofreu um pequeno atraso, nada por conta da organização do evento, apenas fenômeno da natureza (vocês não tem idéia de como chove e faz frio em Salvador nos últimos meses), a tolerância de 15 minutos foram suficientes para perceber que a casa estava lotada e todos que conseguiram chegar ao teatro tinha o mesmo propósito – ASSISTIR AO SHOW DE VANIA.As primeiras canções foram clássicos já conhecidos por nós, o cd Seio da Bahia e Mais de Mim embalaram os corações apaixonados. O inicio e decorrer do show permitiu ao público presente sentir o que visivelmente exalava pelos poros de Vania Abreu: Amor de todas suas formas e variações - Fraternal, maternal e principalmente conjugal, não sei ao certo, mais alguma coisa mudou... Vania estava MAIS leve, MAIS apaixonada pela vida, pelo marido, pelas filhas e pela música. Um pequeno intervalo de 10 minutos (ou menos) nos permitiu conhecer outro talento de Paulinho Dafinin. Que ele é um violonista incontestável todos já sabem, mas, agora ele está dedicando sua versatilidade tb para o gogo e enquanto Vania se preparava para surpreender o público, lá estava Paulinho, fazendo a platéia do TCA segurar nas palmas e na segunda voz os sambas baianos e músicas de domínio público. De repente, tive a impressão que se iniciava ali UM OUTRO SHOW. Vania apareceu de vestidinho preto exibindo um corpaço de causar grande ALVOROÇO e interpretando “Falsa Baiana” com tamanha propriedade que por alguns instantes até esqueci da versão da amada Gal Costa, e olhe que quem me conhece sabe como AMO a Gal (risos), vale a pena ressaltar que a iluminadora da artista (Rita Lago) mostrou um show a parte e abusou dos efeitos especialíssimos, dando formas e movimentos que se casam perfeitamente com a nossa querida Vania.Finalzinho do show... Assim como de costume no TCA, desci juntamente com uma multidão de apreciadores somente pra esticar aquele gostinho bom de satisfação e realização por ter visto um grande espetáculo da Música Popular Brasileira. Ahhhh!!! Me emocionei muito quando ela cantou “MIGROU”, bateu uma saudade de tanta gente que tive o privilegio de me tornar AMIGA através deste elo forte que só a musica brasileira e bem interpretada pode proporcionar... Apesar dos caminhos estarem sendo trilhados por outras diretrizes, Vania Abreu sempre nos unirá...Beijos especiais para Liza, Talitha, Paulão, Neinha, Mirela, Cris, Gustavo, Patti, Edmar, Marly, Clau, Lene, Danilo, Nayra e tantos outros que virão... Com carinho e saudade!
Janaina Costa


GAL COSTA - 50 Anos da Coelba
16 de abril, conhecido nacionalmente como o dia da VOZ. Pra minha felicidade, neste ano de 2010 pude receber e celebrar tal data ao som da melhor voz da música popular brasileira: Gal Costa. O presente que recebi por um querido e super simpático amigo me fez enxergar tantas coisas, inclusive sobre meu posicionamento no ramo que venho me firmando, a Produção Cultural e toda a comunicação que está em torno dela, só assim para alcançar as coisas boas e positivas da vida! Sou baiana, tenho 24 anos e sempre apreciei com gosto a musicalidade e irreverência da cantora Gal Costa, lembro de tantos detalhes da sua performance em cena, em DVD’s, em falsetes de discos e cd’s e até mesmo em aparições rápidas em programas de TV e participações em show de amigos, graças a Deus tenho uma mãe que sempre me proporcionou encontros sublimes com a música, a semente que foi plantada em mim germinou e hoje só cresce a procura de bons ventos e água potável para que fique cada dia mais frutífera e recheada de bom gosto! Bem, meu objetivo em escrever para o blog, foi pra descrever com riquezas de detalhes como a Gal tem o poder de nos deixar anestesiados e saudosistas com seu canto seguro e repertório escolhido a dedo. Ontem a Coelba completou 50 anos de existência (16/04/2010), o show era fechado para funcionários da casa e autoridades da cidade, não me encaixo em nenhuma das duas categorias, ontem eu era apenas uma FÃ. Lutei pra conseguir assistir ao show, fazia tanto tempo que não pedia convite, que não me emocionava com um show tão belo, ontem não tinha a tensão de produção: luz, som, recepção da platéia ou até mesmo se a água estava no lugar correto... Ontem era totalmente ouvinte, e abrir bem os ouvidos pra tudo. Fiz amizade com o cara da mesa de som e fiquei com o fone dele a noite inteiraaaaa. A cada canção meu corpo ia se entregando ao swuingue dos bons músicos, aliás, que músicos... Violão, percussão e baixo foram suficiente para transformar a noite num verdadeiro marco. Entre Vatapá, Camisa Amarela e Festa do Interior eu nem sei qual tinha o melhor arranjo, sem contar, que rolou altos improvisos. Entramos em Samba do Grande Amor, A Felicidade, Eu vim da Bahia e até mesmo Chega de Saudade com a mesma pegada segura, limpa e bem personalizada. Quanto a Gal... Só soltando a voz visceral e aveludada e se mostrando bem encantada com a resposta educada e singela dos presentes, visivelmente emocionada por voltar ao palco do TCA que tanto aprecia além de tudo isso deixando escapulir todo seu charme e exalando um espírito maternal fascinante. Ahhhh!!! Como estava linda, serena e sem pressa pra nada, respeitando cada aplauso, demonstração de afeto e frases soltas que sempre ouve “sem querer” rs, tipo: “A melhor do Brasil... Muito linda... Que saudade”. Após as 18 lindas canções, ela saiu do palco como uma diva e ai que entra meu maior presente. Ontem não assisti ao show na platéia, então pude perceber a saída que todos têm curiosidade... Ela é super carinhosa com o pessoal que faz acontecer (atrás do palco). Simpática e sorridente ela permite que as pessoas cheguem perto e expressem suas emoções em vê-la no palco. O Produtor, por sua vez, também é super tranqüilo e sabe guiar a diva com educação e elegância que ela merece, falou com clareza e muito cordialmente: “Ela hoje não vai poder receber ninguém”, acho que todos entenderam e se recolheram em respeito, afinal de contas o seu papel foi cumprido, embebedar a todos com sua voz afinadíssima e muito especial! Aos que tiveram o privilegio de vê-la com seu vestido longo em tons de vermelho e cinza, maquilagem forte e marcante, pés descalços e cabelo esvoaçante, sentiu toda alegria de ter vivido esse momento sublime, aos que não puderam ver vou ficar na torcida que ela volte em breve e faça na CONCHA ACÚSTICA, a Bahia merece ouví-la! Beijos com carinho e com sabor de MÚSICA, o alimento da alma.
Janaina Costa

Nenhum comentário: