Google+ Followers

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Joyce - De volta aos palcos nacionais!

(Joyce)
Tempo para cantar, ouvir, comer, digerir o turbilhão de informações à nossa volta e dentro de nós mesmos. Tempo de respeitar o tempo, o som e o silêncio. Com toda a coerência e talento acumulados em extensa carreira "de fora e de dentro", Joyce Moreno faz duas curtas temporadas no Tom Jazz em janeiro e fevereiro com o show Slow Music.
No repertório, as canções eleitas para este momento especial: Slow Music (Joyce Moreno/ Robin Meloy Goldsby), Amor, Amor (Sueli Costa/ Cacaso), Medo de Amar (Vinicius de Moraes), Essa Tarde Vi Llover (Armando Manzanero), Convince Me (Joyce Moreno/ Robin Meloy Goldsby), Nova Ilusão (Zé Menezes/ Luis Bittencourt), Samba do Grande Amor (Chico Buarque), O Amor É Chama (Marcos Valle/ Paulo Sergio Valle), But Beautiful (J. Burke/ J. Van Heusen), Olhos Negros (Johnny Alf/ Ronaldo Bastos), Sobras da Partilha (Joyce Moreno/ P C Pinheiro) e Valsa do Pequeno Amor (Joyce Moreno).
"Artistas passam a vida tentando dominar seus instrumentos. Joyce há muito dominou o seu - e, ao contrário do que se pensa, este não é apenas sua voz e seu violão. O instrumento de Joyce é a mulher que ela é. Um instrumento de cordas, cada qual esticada na tensão exata: a sensibilidade, a coragem, a competência, o humor e o indispensável talento. A coerência é a corda do centro - Joyce não apenas nasceu mulher, como optou por ser mulher. Tudo que já cantou, compôs e viveu tem sido marcado por essa condição que, na música brasileira, ela foi a primeira a assumir, e na primeira pessoa. Como cantora, violonista, compositora, letrista, escritora (autora de um livro delicioso, "Fotografei Você na Minha Rolleiflex") e ser humano, seu material é o universo feminino - o qual, por definição, interessa muito aos melhores homens. Joyce não é uma artista sentada nas nuvens, falando de abstrações. É uma mulher que "com respeito e sacanagem", como diria ela, fala em termos universais. E tão universais que, sem abrir mão de ser, ainda por cima, tão brasileira e carioca (com a bossa, a ginga e o savoir-faire da categoria), conquistou o seu mercado no Japão, na Europa e nos Estados Unidos e agora volta ao Brasil com toda sua bossa nova e jazz.
Categoria: Show
Quando: 31/01/2010 - às 20:30
Gênero: MPB
Local: Tom Jazz
Cidade: São Paulo - SP
Endereço: Av. Angélica, 2331 - Consolação
Esperamos pelo seu show em SALVADOR!!!!

Nenhum comentário: