Google+ Followers

terça-feira, 1 de setembro de 2009

II CONFERÊNCIA LIVRE DE COMUNICAÇÃO DA BAHIA

Ampliar a organização social baiana para I Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) e dar continuidade as reivindicações pela implementação de políticas públicas em âmbito estadual são objetivos II Conferência Livre de Comunicação da Bahia, no sábado, 5 de setembro, a partir das 9 horas na Universidade Católica do Salvador (UCSAL), campus Lapa.
A atividade é desenvolvida pela Comissão Estadual Pró Conferência, integrada por mais de trinta entidades da capital e do interior. Também estão confirmadas Conferências Livres territoriais em Juazeiro (UNEB), Feira de Santana (UEFS), e de Juventude (Lauro de Freitas). E, em processo de confirmação, mais duas, em Ilhéus e Vitória da Conquista. A Bahia é referência nacional em mobilização pelo direito à comunicação. Em 2008 ocorreu a I Conferência Estadual de Comunicação oriunda da reivindicação dos movimentos sociais e atendida pelo Governo Estadual. O espaço contou com mais de dois mil participantes e foi fundamental para pressionar o Governo Federal a anunciar a Confecom. Um ano depois os movimentos locais cobram do governo a continuidade do processo com o atendimento das resoluções aprovadas.
Em âmbito federal a comunicação é um dos setores mais conservadores. A Conferência foi a última a ser anunciada neste governo e os grandes empresários atuam com firmeza para deslegitimar o processo ou impedir que as proposições busquem reverter a concentração nos meios de comunicação no Brasil. A mobilização social de norte a sul pelas Comissões Pró Conferência tem se constituído como novo marco na luta política da comunicação brasileira ao aglutinar sindicatos, Ong´s , pequenos produtores regionais e independentes, entidades do movimento negro, mulheres e GLBTT, coletivos, comunicadores comunitários, educomunicadores e centenas de organizações na luta pela democratização do setor.
A mesa de abertura da II Conferência Livre debaterá os Caminhos e Desafios da Confecom marcada para os dias 1, 2 e 3 de dezembro e contará com as presenças da: deputada federal Luiz Erundina (PSB-SP), representante da Câmara Federal na Comissão Organizadora da Conferência e reconhecida por intermediar as demandas dos movimentos sociais no campo da comunicação; professor Murilo Ramos, coordenador do Laboratório de Políticas Públicas de Comunicação da Universidade Brasília (UNB); Roseli Goffman, coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) e do Conselho Federal de Psicologia; além de Póla Ribeiro, diretor do Instituto de Radiodifusão da Bahia (IRDEB) e da Associação Brasileira de Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec). Às 11 horas inicia a segunda mesa sobre a conjuntura estadual, com as participações de: Robinson Almeida, secretário da Assessoria de Comunicação do Governo Estadual, órgão responsável em tocar I Conferência Estadual de Comunicação; Arlene Cristina Freire, comunicadora comunitária de Valente e coordenadora da Associação Brasileira de Comunicação Comunitária (Abraço); além de representante do Ministério Público Estadual, que tem avançado no controle público sob os programas de TV que cometem constante violação dos direitos humanos na Bahia.
Durante a tarde os participantes irão se organizar em grupos de trabalho baseados nos quatro eixos da Conferência Estadual: Políticas Públicas, Cidadania e Novas Tecnologias, Desenvolvimento Regional e Educação. Após a apresentação de facilitadores os integrantes irão dos grupos irão analisar e avançar nas resoluções estaduais, além de sugerir adaptações para a Confecom.
CONTATOS:
confecom.bahia@gmail.com / Cipó Comunicação Interativa - 71 3503 4483 / (71) - 9901668

Nenhum comentário: