Google+ Followers

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Steve Biko comemora 17 anos no Forte de Santo Antonio

O Instituto Cultural Steve Biko (Icsb), organização não-governamental fundada em 1992 por estudantes e professores do Movimento Negro Baiano, comemora 17 anos amanhã, sexta-feira (dia 31.07.2009), a partir das 18h30, no Forte de Santo Antônio (Lgo de Sto. Antônio, 3117-1488, 3117-1492), construção militar situada no Centro Histórico de Salvador (CHS) originária do século 17, administrada e restaurada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, autarquia da secretaria estadual de Cultura (Secult).
A ONG, que é referência na luta contra as desigualdades sociais, lança nesse evento o ‘Manual de Direitos Humanos e Anti-Racismo para Jovens’. Calcula-se, hoje, que a ação do Icsb é responsável pelo ingresso de 1.000 estudantes no Ensino Superior. O lançamento, que acontece na Galeria dos Mestres de Capoeira do Forte será seguido de palestra e apresentações artísticas. O Icsb iniciou, desde 2001, o ‘Projeto de Formação de Jovens em Direitos Humanos e Anti-Racismo’ em parceria com a Secretaria Nacional de Direitos Humanos com o objetivo de promover participação ativa de jovens. Com a parceria registraram-se idéias e experiência no ‘Manual’. Em 2007, com o Fundo Brasil de Direitos Humanos, atualizaram o manual que é lançado agora.
O Icsb recebeu o nome do líder sul-africano Banco Stephen Biko, principal idealizador do Movimento de Consciência Negra. Foi fundado em Salvador, a 31 de julho de 1992, por professores e estudantes afro-brasileiros que, de forma pioneira, criaram o primeiro curso pré-vestibular voltado para negros no Brasil. Ao longo de 15 anos, o Icsb desenvolve atividades no campo político e educacional visando políticas públicas de combate as desigualdades raciais. Em 1999 o Icsb ganhou o Prêmio Nacional de Direitos Humanos. Até 2012 o Icsb pretende se tornar uma instituição de nível superior. Dentre os projetos do Icsb, estão o ‘Pré-vestibular’, voltado para estudantes negros de baixa renda, o programa Oguntec com ações de Ciência e Tecnologia, o projeto de formação em Direitos Humanos e o de inserção de jovens em carreiras do setor público e terceiro setor.
Forte - Localizado na Praça Barão do Triunfo, mais conhecida como Largo de Santo Antônio, no bairro de Santo Antônio Além do Carmo, no CHS, o Forte é administrado pelo IPAC. No local do Forte, foram construídas na segunda metade do século XVII, as primeiras trincheiras de proteção militar, quando este formava o limite norte do subúrbio da cidade. A fortificação defendia os vales vizinhos e o caminho da Água Brusca em direção às praias de Itapagipe. Edificação prejudicada por grandes mutilações e acréscimos realizados a partir da primeira metade do século XIX, ela hoje está restaurada e tombada como Patrimônio Cultural da Bahia, também através de dossiê do IPAC, inserida, ainda, na poligonal de tombamento nacional do IPHAN.
Informações:
George Roque Braga Oliveira - Gestor Administrativo - adm@stevebiko.org.br

Nenhum comentário: